quarta-feira, 11 de outubro de 2017

O brincar deixando a vida mais leve



O brincar deixando a vida mais leve

Em datas especiais começamos a pensar no que torna aquela data única. No dia das crianças não seria diferente. Procuramos comprar um brinquedo e/ou fazer um agrado para as crianças, seja da família, de amigos ou entidades de assistência a infância. E que atitude pode-se ter além?

Essa data pode ser um momento de resgate e tomada de consciência a quantas anda nossa criança interior. Estamos cuidando dela? Como fazer isso? Voltar a brincar de carrinho, jogar joguinhos de vídeo game, de casinha, etc.? Caso não tenha notada fazemos isso no dia a dia. Hoje o brincar de casinha é cuidar da própria casa. Brincar de bonecas é cuidar das crianças, o joguinho de futebol, vôlei e futebol de botão ainda é feito por muitos. Hoje se joga com adultos e não mais com as crianças. O que talvez falte é o olhar lúdico. Não levar tão a sério se perde o jogo. Rir junto com os colegas das jogadas mal feitas. Na infância ensaiamos para a vida adulta. Infelizmente perdemos o lado divertido e inocente de ser.

No livro ABC do Girafês do Jéferson Cappellari da editora Multideia. Ele esclarece o conceito de Inocência que foi distorcido ao longo do tempo. “O que era para ser uma virtude de alguém incapaz de praticar o mal virou sinônimo de ingenuidade excessiva e ignorância” (pág. 15). Acredito que precisamos resgatar essa virtude de brincar mais e levar menos a sério situações corriqueiras. Muitos conflitos poderiam ser evitados desta forma.

Pessoalmente tenho resgatado alguns atos e tornado meu dia a dia mais lúdico: toda segunda-feira jogo vôlei com um grupo de amigos. Rimos muito. A turma mistura aqueles que tem mais experiência com aqueles que tem mais vontade de jogar e se divertir do que técnica – como eu. Deixo aqui o espaço para a risadinha usada nas redes sociais – kkk ou hehehe ou hahaha. Participo das aulas de zumba também. Rimos muito com as meninas mesmo errando e me perdendo em alguns passos de dança.

Dou aula de meditação para a criança e adoro inventar e reinventar brincadeiras e modos de trabalhar a educação emocional com eles. Esses dias numa festa de família resolvi fazer um vestido e acessórios especiais. Na percepção das crianças e dos adultos parecia uma princesa. Então brinquei que era meu dia de princesa! E quando vi o olhar de uma menininha pequena me observando encantada vi que realmente causei esse efeito. Eu quis fazer minha versão mulher maravilha. Uma heroína que quer salvar a humanidade.

Todos nós somos heróis no dia a dia. Ao causar um sorriso sincero o outro ganha o dia. E ao salvar emocionalmente uma pessoa pode tirar ela do risco de uma depressão. Existem muitas formas de ser herói encontre a sua. Lembre que pequenos atos podem fazer a diferença na vida do próximo.

Precisamos cuidar das nossas crianças e ao resgatar nossa própria criança interna fazemos uma ponte e buscamos as virtudes que tornam belo o ser criança. Protegemos os mais frágeis, proporcionamos que eles possam crescer saudáveis e se tornarem adultos mais felizes.


A vida tem seus altos e baixos e quando tornamos nosso dia a dia mais leve. Na medida do possível colocando o lado lúdico nele a vida fica bem mais divertida e alegre. Um pequeno passo para ter vários momentos de felicidade. Todos os períodos são importantes. Enriquecem nossa experiência de vida. Brincar, jogar, cantar, dançar, conversar, compartilhar momentos especiais com os amigos alegra nossa criança interior. Você feliz pode contribuir para os que estão ao seu lado serem felizes e assim por diante.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Um lar além do tempo



Um lar além do tempo

Hoje em dia estar com 60 anos de idade não necessariamente quer dizer que se sinta idoso mesmo oficialmente sendo. A qualidade de vida aumentou com o passar dos séculos. Antes era raro existirem idosos. A grande maioria da população morria jovem por doença, guerras e/ou condições insalubres de viver.

O mundo foi evoluindo as moradias se modernizando e trazendo mais qualidade de vida. Mesmo hoje com todos os recursos tecnológicos não podemos abrir mão de ter luz natural entrando pelas aberturas da casa principalmente pelas janelas. Ter uma ventilação adequada para o ar não ficar estagnado e beber água pura. Mesmo parecendo itens simples e essenciais nem sempre se tem nos ambientes.

As pessoas consideradas idosas e que normalmente já se aposentaram não querem só ficar em casa sentadas vendo o tempo passar. Querem ter plenitude. Com a expectativa de vida cada vez maior. Que esse viver seja com qualidade maior é uma premissa. Todo o lar tem uma história que é a trajetória de seus moradores. Gerações podem ter vivido numa mesma casa. Quando esta é bem construída. Seguindo princípios que vão além do ecológico e sustentável, isto é, sendo saudável. A perspectiva é muito melhor.

Avançar na idade pode ser um momento muito bem vivido quando existe qualidade nos elementos que envolvem cada ser: alimentação, relacionamentos, lazer, trabalho e o refúgio ser um local agradável que traga bem estar e equilíbrio. A saúde física, mental, emocional e até espiritual saem ganhando quando o lar tem essas qualidades gratificantes.


Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

Texto também publicado na página do Selo Casa Saudável no Facebook:

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Pequeno passo para grandes soluções



Pequeno passo para grandes soluções

Muitas vezes a solução para grandes problemas começa com atitudes muito simples. Mas tão simples que acabamos achando que não é possível. Mas é sim. Afinal do que estou falando? De algo tão básico quanto estar vivo – RESPIRAR DEVAGAR. Respirar já fazemos, mas devagar em geral não. Esse pequeno ato pode evitar grandes conflitos e estresse.

Esses dias precisei apagar vários “incêndios emocionais” e sabe qual foi minha ferramenta básica? Respirar devagar. O que gerou várias ações em conseqüência:

- Falar calmamente;

- Não aderir ao conflito e sim procurar solucionar;

- Acalmar a outra pessoa envolvida. Acolher a sua dor. Usando da empatia para entender sua situação.

Ambas as pessoas envolvidas no conflito são beneficiadas. O ato de respirar devagar oxigena o cérebro e tem um efeito tranquilizante. Quando se está calmo é possível avaliar melhor a situação. Evitando impulsos violentos ou histéricos que poderiam inclusive colocar as pessoas envolvidas em perigo de ferir tanto física quanto emocionalmente a si e/ou o outro.

O ideal é treinar antes. Por isso, colocar a meditação na sua rotina, nem que sejam minutos diários. Ajuda a criar o traquejo. Quando a necessidade surgir, você conseguirá respirar devagar. Além de você poder lidar melhor com a situação, também poderá ajudar alguém num momento de conflito ou estresse que são gerados em situações de raiva ou pânico, por exemplo.

Existem várias emoções que podem ser equilibradas com essa atitude. Quando se está num momento de tristeza, volta-se muito para dentro. Se for ato contínuo pode virar uma depressão. Ao respirar devagar é como se a vida voltasse a pulsar. O mundo aos poucos volta a ficar colorido e se torna possível tomar atitudes para se sentir melhor.

O medo em geral paralisa. Ao respirar devagar. O sangue circula de forma equânime e a pessoa pode tirar o foco da tensão e agir de forma mais assertiva.
Respirar devagar é o primeiro passo. Os passos seguintes serão em decorrência. Os benefícios são enormes. Quem sabe o segredo de uma vida é levar a vida com leveza. Para pessoas agitadas pode levar mais tempo. Mas é simplesmente uma questão prática. Você e o mundo serão extremamente beneficiados.


Vou repetir:
 Quem sabe o segredo de uma vida feliz 
é levar a vida com leveza.”


Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Dia da árvore – 21 de setembro



Dia da árvore – 21 de setembro

No dia de hoje comemora-se o dia da árvore. Sua importância vai além da beleza estética ou dos benefícios já sabidos por todos que são os seus frutos e o oxigênio. Suas raízes se comunicam. São sencientes* percebem e sentem o mundo ao seu redor. Hoje se discute muito o que está acontecendo na Amazônia. Precisamos muito ter consciência do que estamos fazendo com a natureza e com as árvores. Hoje estamos plantando as sementes do amanhã.

Temos que ter atenção com as nossas ações. Cuidar e plantas mais árvores é importante e saudável. Com relação a plantar árvores é preciso saber quais e como cuidar. Pois seria imprudência, por exemplo, plantar uma árvore na calçada que no futuro vai quebrar a rua ou um muro. Ou plantar uma árvore grande num pátio pequeno e no futuro cair sobre a casa.

É cuidar da mata ciliar, replantar ou deixar a mata nativa retornar. Procurar os profissionais ou órgãos oficiais e buscar informações de como pode cuidar e plantar árvores ao seu redor.

Preservar os parques e plantar sim árvores nesses locais para num dia morno de verão ou inverno sentar embaixo delas, bater bapo com os amigos e com a árvore também. Emane seu carinho e atenção. Ela vai receber de bom grado e quem sabe se comunicar com o vento para trazer uma brisa leve. Podemos nos tornar muito poéticos na sombra de uma frondosa árvore. Ela pode nos fornecer sustento, alimento, moradia e certeza que a vida na terra continuará por muitas e muitas gerações.

Sejamos cuidadosos e amorosos com nossas árvores. Lembremos delas todos os dias e não só hoje no seu dia. Abrace uma árvore e diga o quanto ela é importante. Se árvore for uma aroeira ou espinhenta chegue perto apenas e agradeça sua presença. Essa bela energia ela vai sentir e com certeza retribuir.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços



* Senciência é a capacidade dos seres de sentir sensações e sentimentos de forma consciente. Em outras palavras: é a capacidade de ter percepções conscientes do que lhe acontece e do que o rodeia. A palavra senciência é muitas vezes confundida com sapiência, que pode significar conhecimento, consciência ou percepção.  (fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Senci%C3%AAncia em 21 Set 2017 às 09h35)

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Espiral da felicidade



Espiral da felicidade

Todos nós queremos ser felizes. E o caminho para a felicidade é justamente o caminho. A vida é cheia de altos e baixos. Quando nos levantamos a felicidade é imensa. Vencer desafios além de nos tornar mais fortes faz crescer a semente interna de satisfação e alegria. Ingredientes importantes para ser feliz.

Ao invés de entrar e se contagiar com espiral da dor e eterna pena de si mesmo que só leva a tristeza profunda, doença e infelicidade quem sabe entrar na espiral da felicidade. Cujo caminho é cheio de realizações, tanto para você quanto para quem compartilha o seu caminho. Seja em casa, na rua ou no trabalho. Todos são beneficiados quando brota do coração a vontade de ser feliz e tornar o mundo também mais feliz.

A vantagem é que existem muitos caminhos, atitudes e ações que podem te ajudar nesse processo. Basta dar o primeiro passo e a cada dia se dar conta do quanto pode fazer a diferença para essa prática.

Imagine que uma grande câmera de vídeo estivesse filmando suas ações no dia a dia e de noite você fosse olhar. O que acharia do que viu? Foi gentil, respeitoso e amoroso nas suas ações? Será que poderia ter agido diferente? Lembre que tem o dia seguinte para mudar sua ação e superar a si mesmo. Esse é o grande e melhor desafio da vida. Você não pode mudar o outro, mas com certeza pode mudar a si mesmo e ser um exemplo a ser seguido.


Contagie-se com o que é bom. Quanto mais pessoas fizerem o que é ético e correto a vibração do mundo melhora. Não se deixe contagiar com as notícias ruins. Pense no que pode fazer para melhorar. Comece sendo gentil, respirando devagar e verá a diferença que fará na sua vida e dos outros.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Sorrir e gargalhar faz muito bem



Sorrir e gargalhar faz muito bem

Você já sorriu hoje? Se ainda não. Pode fazer agora é bem fácil. Não tem motivos? Acredito que estar vivo já é uma grande razão para esse ato tão simples e que tem muitos benefícios. Além de melhorar o sistema imunológico e o humor. Pode abrir portas para um melhor relacionamento. Seja no trabalho ou em casa.

Já ouviu a expressão: Ninguém resiste a um sorriso! Teste e verá que terá bons resultados. Seja no balcão da padaria ou na fila do banco. Pode ajudar a afrouxar a rigidez de alguém e até melhorar o seu dia.

É fácil se contaminar com excessos de notícias ruins e fechar a cara e não querer sorrir. Isso além de não ajudar a situação ainda pode gerar problemas de saúde iniciando pelo estresse. Sorrir e dar boas gargalhadas faz muito bem. Que tal seguir as sugestões abaixo:

- Na frente do espelho comece a ensaiar um sorriso. Quando se consegue sorrir para si mesmo é mais fácil sorrir para o outro. Lembre-se esse é um exercício. Vários músculos são usados. Pode exigir um pouco de treino.

- Visualize você mesmo sorrindo. O poder da mente é muito grande. Imaginar essa visão ajuda a tornar mais fácil esse ato.

- Dar boas gargalhadas traz um bem estar muito grande. Olhe um filme engraçado, converse descontraidamente com os amigos. Não querendo ser politicamente correta, traduzindo muitas vezes: sendo chata, já sendo. Evite caçoar dos outros. Acredito que existem muito outros motivos para gargalhar do que rir à custa das desgraças alheias. Ria e gargalhe junto com os amigos e não dos amigos.

O bem que o sorrir faz vai além da saúde física. Emocionalmente você vai se sentir melhor. Existem exercícios da cultura oriental que são de visualizar um órgão do corpo doente sorrindo. Dessa forma você acaba direcionamento uma boa energia para esse local. Além de tirar do foco da doença contribui para sua melhora.


Não subestime o poder de um sorriso. Ria, sorria e gargalhe à vontade. Seu corpo, seus amigos, colegas e o mundo vão agradecer!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Minhas casas em sintonia



Minhas casas em sintonia

Minhas casas em sintonia o que seria isso? Como num grande espiral. Meu corpo é a casa da minha alma. Minha casa física é o lar do meu corpo físico. Minha casa fica dentro do lar maior que o é planeta terra. Todos são locais que são importantes e devem ser bem cuidados e preservados.

Cuidando de um com certeza estará cuidando do outro. Por exemplo: quando se joga lixo na rua demonstra uma falta de cuidado com sua cidade, provavelmente se for se observar você também joga qualquer coisa dentro das suas veias – ruas internas – com alimentos não saudáveis. Todas são vias não cuidadas. Em algum momento esse lixo pode causar um problema. No corpo uma veia entupida pode gerar um problema cardíaco e na rua num dia de grande chuva pode entupir os bueiros e se transformar numa grande inundação. Continuando nesse paralelo. As chuvas podem ser comparadas com lágrimas num momento de grande comoção. Se as veias estão entupidas, o coração sobrecarregado num momento de grande emoção o sangue não circula direito e pode ter um infarto. Assim como a inundação pode causar o “infarto daquela localidade”. Sem ter para onde escoar a água causa grande estrago.

Sugestão comece a andar por sua casa todos os dias em todos os cômodos. Observe como eles estão. Se sentir cheiro de mofo está na hora de arejar esse local. Observe os detalhes, a organização. Como está o ambiente em geral. Esse movimento de observação com o tempo vai se expandindo para o próprio corpo e até para o planeta. Na auto-observação, do lar e do mundo ao redor consegue-se ver mais detalhes. E faça o que está ao seu alcance para melhorar. Você não muda o outro. Mas ao melhorar e superar a si mesmo essa energia vai reverberar ao seu redor.


Não se desespere se o que observar não é tão bom ou agradável. Pare. Respire fundo e bem devagar. E comece aos poucos a mudança. Seja pegar uma vassoura para limpar uma teia de aranha bem no alto da sala. Doar uma roupa que não usa mais ou simplesmente começar a caminhar pelo bairro. Todas são atitudes benéficas. Todas as ações tem reflexos. Quando você cuida do corpo também pode cuidar da cidade. Com um passo de cada vez pode fazer grandes e significativas mudanças. Dessa forma todas suas casas estarão numa sintonia positiva. Onde todos ganham: você, sua casa e o planeta inteiro.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Conexão com o lar


Conexão com o lar

Tudo que nos certa nos influencia estejamos consciente disto ou não. Qual o lugar que ficamos mais tempo mergulhados para descansar ou desfrutas de momentos em família? Acredito que a maioria das respostas será: minha casa. Então poderíamos ter o seguinte diálogo:

- Você se conecta com sua casa?

- Como assim? Eu pego um fio em mim e ligar na tomada da casa. Seria isso?

- Metaforicamente seria algo nesse sentido.

Explico então essa possibilidade. Tudo que existe tem vida – nem sempre no sentido que imaginamos - e emana energia. Nossa casa é como um grande útero sempre nos nutrindo e protegendo. Quando está frágil quem vive dentro dela padece seja de saúde ou de insegurança. Por não prestarmos atenção nela acabamos sofrendo as consequências dessa falta de cuidado.

Uma das formas de se conectar com sua casa é começar a observando. Existem muitos fatores que podem te sinalizar se seu lar está saudável ou não. Tais como: iluminação, ventilação, qualidade dos materiais da construção, limpeza, decoração, organização, etc. Por exemplo, um lugar que tem pouca ventilação e entra pouco sol, se estiver atulhado pode acumular muita poeira prejudicando a sua saúde. E assim podem ser citados muitos itens que são sintomas que sua casa precisa de atenção. Cuidando do seu lar estará certamente cuidando da sua saúde.

A conexão mais profunda pode ser feita de outra forma. E a meditação é o melhor caminho. Você pode preparar esse momento do jeito que for melhor para você se concentrar:

- Acender um incenso ou colocar um spray com cheiros que ajudem a se concentrar colaboram para esse momento.  

- Sugiro fazer isso em silêncio para poder captar todos os sons e sensações de forma neutra.

- Respire devagar. Na medida do possível esvazie sua mente. Simplesmente ouça o que está acontecendo ao redor.

- Comece nas primeiras vezes agradecendo ao seu lar, peça perdão pelas vezes que não cuidou bem desse espaço. Preste atenção as suas sensações nesse momento. Pode ser que não sinta nada. Pode ser que ao longo do tempo venha a sentir. Não force nada. Você pode se sentir bem – seria uma resposta que está tudo ok. Caso se sinta mal, tente saber o porquê. Pode ser que sua casa queira que você a cure, isto é, conserte ou arrume algo.


É possível que com o tempo tenha mais percepções do ambiente. Caso não queira ou não se sinta a vontade para fazer essa técnica. Simplesmente agradeça todos os dias pelo lar que tem. A energia da gratidão é maravilhosa e ela vai reverberar no ambiente e com o passar do tempo a energia ao seu redor será bem melhor. Trate com amor e carinho sua casa. Pense nessa comparação: diariamente vamos para o útero sagrado do lar, somos gestados e renascemos todos os dias. A qualidade desse ambiente determina a qualidade da minha vida.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Sentir-se bem em casa

Sentir-se bem em casa

Viajar e passear é muito bom. Mas nada é melhor do que estar no aconchego do lar.  O refúgio perfeito. O castelo que nos sentimos protegidos e guarnecidos das nossas necessidades. Depois de um dia cansativo seja pelo trabalho ou atividades que por ventura foram estressantes. Não tem preço a sensação gostosa de abrir a porta e se atirar no sofá por alguns minutos ou tomar aquele banho gostoso no seu chuveiro. São sensações que se vive no dia a dia. Nem sempre valorizadas, mas se parar para pensar. Não há lugar melhor que o nosso lar. Caso não seja assim como proceder?

Várias situações podem fazer com que o lar não seja tão agradável quanto gostaríamos. Na grande maioria tem como mudar o status quo. Por exemplo: Mora num lugar insalubre ou que reina a insegura ao redor? Ou ainda a convivência com as pessoas em casa não é das melhores. O que fazer então? Não vou dizer que seus problemas acabaram e compre um produto Tabajara. Vou apenas sugerir alguns caminhos. Analise as propostas e adapte a sua realidade:

- A casa é pequena, se sente enclausurado(a) e sufocado(a):

a) A situação é temporária? Pesquise outros locais para morar. Economize e faça um plano para que num futuro não muito distante possa se mudar. Já essa idéia ajuda a suportar a viver num local assim. Abre sua mente para novas perspectivas.

b) Limpe o local. Retire tudo que está em excesso. Pinte de branco para criar uma maior sensação de espaço.

c) Caso não tenha uma janela para um espaço aberto. Adquira um quadro com imagem de céu e/ou campo de girassóis. Trazendo a idéia de espaço aberto e da energia do sol.

- O local é inseguro:

a) Novamente pesquise a possibilidade de se mudar para um lugar que considere melhor.

b) Una-se aos moradores e crie uma associação para uma colaboração conjunta. Comece com um grupo de whatsapp para que todos comunicarem casos suspeitos e informações importantes. Criem códigos de conduta que facilite a cooperação entre os vizinhos e a polícia em caso de perigo. Lembre-se a união faz a força!

- A convivência com as pessoas que você vive na sua casa é difícil:

a) atualmente existem várias terapias que podem te ajudar a compreender e lidar melhor com essa situação. Seja terapia floral, psicólogo ou até constelação familiar. Uma delas ou outra pode ser o passo inicial para melhorar esse relacionamento.

b) Muitas vezes o jeito da pessoa te tratar é por que ela sempre foi assim e não consegue agir diferente. Então, quem sabe ao invés de contra atacar aja com gentileza. Essa técnica simples pode fazer grande diferença. Teste por um bom tempo e verá os bons resultados: GENTILEZA GERA GENTILEZA!

- Tem sensações ruins na casa e não consegue explicar:

a) Possível ter várias origens. Não se deve ignorar. As causas podem ser desde uma memória de parede (energias que se impregnam na mesma), questões geobiológicas (influências naturais do ambiente), questões espirituais e etc. Nesses casos sugiro contratar um especialista em harmonização de ambientes para verificar o que está acontecendo e seguir suas recomendações.

b) Faça uma grande faxina. Tire os excessos e tudo que não te faz se sentir bem do ambiente. Caso tenha condições pinte a casa. Pode colocar florais na tinta para ajudar na impregnação de energias boas.

c) Faça orações e meditações diárias. Pedindo paz, proteção, luz, felicidade e tudo de bom que queira no seu lar.

d) Agradeça tudo que gostaria de ter em casa. Essa energia ajuda a mudar as sensações. Por nos colocar no foco do que é bom. O poder da mente e do coração são poderosos.
- Excesso de bagunça e tralhas pela casa:

a) Em casos assim. Pode ser uma doença e sinalizar que você pode estar com sintomas de depressão. Acaba criando com o excesso de coisas um “ninho” para se proteger e isolar do mundo de fora. Caso não consiga se livrar da bagunça. Peça ajuda de um(a) amigo(a) e/ou procure ajuda de um terapeuta. Existem muitos caminhos para sair dessa situação e sensação.

b) Caso não consiga se livrar dos excessos. Faça aos poucos. O início não é fácil, mas a partir do momento que começa vai constatar que não é tão difícil. Vide programas na televisão que mostram desapegos. O sentimento inicial pode não ser tão bom, mas depois vem a sensação de liberdade. Estando livre para novos começos e boas oportunidades.


Enfim, os benefícios da mudança estão em suas mãos. Você tem o poder de mudar a sua rotina e transformar o seu dia. Começa na sua cabeça (mente) planejando o que fazer. As boas sensações que vai sentindo a medida que implementa as mudanças trazem alegria (coração) e bem estar. Com mente e coração unidos o seu lar se torna o refúgio perfeito e um carregador de energia maravilhoso na sua vida e saúde tanto física, mental, emocional e espiritual.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Conexão especial com lugares

Fonte da imagem: http://www.passafronteiras.com.br/lugaresnovos/

Conexão especial com lugares

Muitas vezes nos sentimos melhor em alguns lugares do que em outros. É um bem estar inexplicável. Assim como em outros lugares não tem jeito – dá vontade de correr. Por que será que temos essas sensações? Nos lugares que nos sentimos bem é porque temos uma conexão especial com aquele local. Bem como com os locais que nos sentimos atraídos. Existem várias possibilidades tais como:

- local tem uma energia harmônica que atrai pelo bem estar que proporciona ou por que sua alma clama por essa harmonia.

- você tem uma história com esse local pode ser dessa ou de outras vidas. Viveu algo naquele local que está impregnado na sua alma ou na sua memória. Seja de forma consciente ou inconsciente. Visitar esses locais pode trazer grandes emoções ou até reviver momentos. Não crie expectativas. Respire devagar e deixe que as sensações apareçam por si só permitindo que sua alma esclareça essa conexão.

- em alguns locais é o que a alma ou corpo necessita para relaxar ou se desenvolver. Seja uma praia, montanha, uma construção especial. Faça um esforço e vá a esse lugar. Pode ser um bom local para passar umas férias ou ir num feriadão. Pode se surpreender com as descobertas ou grandes emoções que pode viver nesse local.

- tem lugares que atraem sua energia por que precisam de você. Através da sua intervenção o local pode ser curado e harmonizado. Seja pela sua atuação ou por pessoas que você pode chamar ou contratar para isso.

A meditação pode ajudar e muito se quiser aprofundar e compreender o porquê dessa conexão. Terapias de vidas passadas também podem ajudar. Caso seja possível vá até esses locais. Às vezes pode ser um local que você pediu de forma consciente ou inconsciente para viver algo. Seja como ponto de partida para um negócio ou início de vida. Seja para resgatar alguma memória. Respeite sua intuição.


Em geral entramos em simbiose com o local que vivemos ou trabalhamos. Se não gostarmos da energia é preciso interferir para melhorar e harmonizar. Esse é um trabalho interno (mudança íntima) e externo (do ambiente). Caso não entrem em sintonia você acaba se mudando ou pode ser a energia que precisa momentaneamente. Uma energia influencia a outra. A energia mais forte prevalece. Respeite as suas sensações. Se não gosta de um local faça o que for possível para melhorar essa sensação. Gentileza gera gentileza. Seja com pessoas ou locais. Seja a conexão com o local que vive ou com outro investigue. Poderá fazer boas descobertas sobre si mesmo!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Já pensou em ter suas férias dos sonhos?



Já pensou em ter suas férias dos sonhos?

Faltam alguns meses para férias, mas não é cedo para planejar. Mesmo que não seja possível no próximo verão. Férias dos sonhos podem ser acalentadas e planejadas com muito carinho e organização.

Primeiro passo é definir o destino. Pode ser uma praia, montanha, ponto turístico ou evento que sempre sonhou ir. Com antecedência é possível pesquisar hospedagem, rotas, transportes, passeios adicionais com calma. Seja por empresa de turismo ou você mesmo. Com tempo é possível negociar preços e instalações.

Depois de escolher o destino, fazer a pesquisa e descobrir quanto vai custar. É preciso verificar o quanto desse investimento você já possui e como vai fazer para economizar o resto. Para tanto, dependendo do valor que precisa, vale desde o cofrinho até o abrir uma poupança e guardar um pouco do valor por mês. Assim mesmo que leve mais de um ano poderá ter suas férias de forma tranquila. Sem atrapalhar o seu orçamento mensal.

Para ajudar a realizar seu sonho pode fazer uma mural com fotos do local. Roteiros. Um sonho acalentado depois de realizado é maravilhoso. O importante é depois de concretizado usar as fotos e registros feitos durante sua viagem para substituir as imagens ilustrativas que usou para acalentar seu sonho.


Seja sozinho ou em família não deixe de realizar o seu sonho. Com planejamento e organização tudo é possível. Boa sorte e viagem!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Curso de Reiki II com Andrea Leandro


CURSO DE REIKI II

Reiki energia de cura. Alinhamento de energias que melhoram sua vida física, emocional, mental e espiritual.

Data: 06 Ago 2017 (domingo)
Horário: das 9h às 18h
Valor: R$ 270,00

Programa:
Símbolos de Reiki e seus usos 
Reiki à distância 
Centramento e proteção energética
Programação e reprogramação mental
Limpeza de ambientes
Instrutora:
Mestre Reiki Andrea dos Santos Leandro


Endereço:
Rua Visconde de Pelotas, 621
Esq. Silva Jardim – Santa Maria/RS
(Constelação – Espaço Psicoterapêutico)

Inscrições e informações:
(55) 99632.1828 (whatsapp)
andrelis.2@gmail.com
www.harmonizacaodeespacos.blogspot.com.br

Férias curtas e animadas com as crianças



Férias curtas e animadas com as crianças

As férias de julho podem se tornar um desafio para os pais que na mesma época não tem esse período livre para ficar com os filhos. Seja uma semana ou duas é um momento de aproveitar e mudar um pouco a rotina. Existem várias possibilidades dentro do bolso de cada um e da abertura para atividades diferentes, tais como:

- Muitas escolas e instituições oferecem colônias de férias mesmo nesse período. É uma alternativa para os pais que trabalham.

- Fazer um rodízio com entre os pais. Combinar visitas uns nas casas dos outros e aproveitar e fazer algumas brincadeiras sugeridas e por escolhas das crianças. Só não vale ficar o tempo inteiro jogando vídeo game.

- Ir ano cinema. Normalmente a oferta de filmes infantis nessa época é grande. E também fazer uma sessão cinema em casa. Convidar os amigos com direito a pipoca.

- Fazer a noite do pijama. Podendo improvisar um acampamento com barraquinhas na sala. Esse período em geral é frio. Deixar para fazer piqueniques do lado de fora só no verão.

- Existem muitos jogos de tabuleiros bem interessantes para jogar com os amigos e em família. Com o mundo virtual tão em voga. Seria ideal mesclar as atividades.

- Ir ao parque soltar pipa, jogar bola, passeios, existem mil possibilidades. Comece a listar. Não precisa fazer tudo. Mas notará quantas alternativas legais tem.

- Deixar as crianças passarem us dias na casa dos avôs. Esse mimo especial fica marcado para sempre.

Já que é férias também é hora de desopilar. Sem muitas regras de horários. Poder dormir ou levantar mais tarde. Um momento contemplativo também faz parte da vida. Não precisa rechear as pequenas férias de atividades. As sugestões são apenas opções. Converse com seus filhos e sobrinhos e combinem algumas atividades interessantes para eles.


Boas Férias!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Cada coisa tem sua casa



Cada coisa tem sua casa

Organizar uma casa ou mesmo um escritório nem sempre é simples. Para algumas pessoas é fácil para outras é quase um dom. Saber ordenar, guardar e manter organizado. Para você como é organizar e manter arrumada sua casa?

Respondeu: é um desafio! Saiba que não está só. Mesmo que hoje as casas possam ser menores, não diminui o trabalho em mantê-las organizadas. Mas se pensarmos que cada coisa tem a sua casinha quem sabe com um olhar lúdico fique mais fácil. Até para ensinar seus filhos a te ajudar a manter o ambiente organizado. Comece desde cedo ensinando eles a guardar brincando. Usando frases do tipo: Vamos brincar de fazer os brinquedos pulares para o cesto ou prateleira. Fazendo um convite a arrumação. Para a criança é importante na formação do cérebro fazer essa organização mesmo que rudimentar. Aprendendo desde cedo elas vão saber fazer quando forem maiores.

Ao olhar seu ambiente. Lembre da sua rotina. Quando chega a casa onde coloca pastas, bolsas e chaves? Ficam em qualquer lugar ou tem um que facilita pegar? Ou no dia seguinte é um tormento saber onde está a chave, por exemplo. Nesse sentido vários itens de organização podem ajudar a facilitar a vida:

- Porta-chaves bem localizado. Pode ser na porta que dá acesso a garagem quando é a do carro ou perto da entrada da casa. Procure colocar perto da saída mais usada. E combine com todos da casa a sempre deixarem as chaves ali.

- Concentre os materiais estocados no mesmo local. Quando isso é possível ajuda a encontrar o que necessita, a controlar seu estoque pessoal e, por conseguinte a economizar.  Quando a casa é pequena tendemos a não ter itens reserva, mas quando a casa é maior sim. E se manter organizados por tipo e data de validade facilita o seu dia a dia. Para ajudar procure ter uma caderneta ou lista para anotar o que falta ou está acabando facilitando sua lista de compras.

- Organize seu guarda roupa por tipos e usos. Agrupando facilita na hora do uso. Tenha um limite para quantidades e quando resolver comprar uma roupa nova. Doe uma antiga. Evitando sobrecarregar seus armários.


Seu lar pode ser um reflexo da sua mente. Quando precisa se organizar ou encontrar soluções para questões da vida comece arrumando sua casa. Agora se está muito rígido, a casa sempre impecável e os relacionamentos difíceis então lembre do ditado britânico: “Uma casa tem que ser limpa o suficiente para ser saudável e suja o suficiente para ser feliz”. Organizar facilita a vida, mas não pode tornar a vida de todos um tormento. Lembre-se disso e seja feliz! 

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Poder da Palavra



Poder da palavra

O poder da palavra pode iniciar um conflito ou encerrá-lo. Depende do que foi expresso, o tom da voz, por quem foi dito e o momento vivido. Seja de forma oral ou escrita. Quanto mais bem escrita e fluida facilita a comunicação. Seja nos livros, jornal, cartazes, letreiros ou simples bilhetinhos podem fazer a diferença na vida das pessoas. Desde pequenos quando se aprende a ler. O professor também ensina o tom de voz de acordo com o tipo de frase. Esse detalhe pode fazer a diferença em uma simples frase que dependendo do tom de voz pode ser um alerta, deboche ou outra emoção. Não tem como colocar emojis - desenhos usados nas redes sociais demonstrando emoções - em tudo que é escrito. O cuidado ao se expressar pode fazer a diferença nos relacionamentos.

Lembra-se que as frases tem um efeito psicológico muito grande. Mesmo que não seja um leitor assíduo. Existem mensagens por todo lado. E elas podem influenciar o seu dia a dia. Então ai vão algumas sugestões:

- Evite leituras antes de dormir. Se for ler que seja algo leve. Uma leitura pesada pode agitar demais a sua mente e atrapalhar o seu sono.

- Compre ou faça quadrinhos com intenções incentivadoras. Dê preferência para frases positivas e não com termos negativos. Exemplo: Seja gentil! Ou A vida é plena de beleza, alegria, saúde e realizações, etc. Ao invés de: Tristeza não entra aqui ou xô tristeza. Muitas vezes o cérebro se prende a palavra e não a frase completa. Diga: Lembre-se de tal coisa. Evite: não vai esquecer tal coisa. Pois adivinha o que tem mais chance de acontecer?

- Diga mais: por favor, com licença, agradeço, me desculpe, etc. Ser gentil faz toda a diferença. Pode desarmar um atendente mal humorado e até alegrar alguém que esteja desiludido com a vida.

- Às vezes precisamos desabafar. Seja falando pessoalmente ou escrevendo. Então, quem sabe escreva tudo que deseja dizer para aquela pessoa. Quando é algo desagradável coloque num papel depois rasgue o mesmo e coloque fora. Com esse simples desabafo pode desmanchar a nuvem negra acima da sua cabeça. E quando for conversar com a pessoa esteja mais aberto a resolver a questão do que criar mais desavenças.

Hoje tem se incentivado a comunicação não violenta. São formas e jeitos de falar e se expressar que melhoram a relação entre as pessoas. Facilitando e desmanchando conflitos. Seja em casa, no trabalho ou outro local. É um exercício. Quem sabe inicie no seu lar. Certamente o clima e os relacionamentos ficarão bem melhores. Faça como num test drive. Acredito que não vai se arrepender.

Eu particularmente adoro escrever. Quando um tema me chama atenção acabo criando um blog ou atualmente uma página no Facebook para escrever sobre aquele tema ou para concentrar informações sobre aquele assunto. Dentro dessa ideia o meu blog “Harmonização de Espaços” completou no último dia 02 de julho de 2017 – 10 anos de criação. Nele publico as dicas e sugestões que dou no quadro: “Harmonização de Espaços” no programa Espaço Aberto na Rádio Imembuí de Santa Maria/RS. São duas formas de comunicação que se completam. A falada com a escrita. Tornando eternos seus registros no mundo digital. Gratidão por me acompanhar!

Alguns dos meus vários blogs para conhecer o que eu ando falando por ai:


Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços